Home / Gestão de Processos de Negócios / Visão Feminina uma visão 360º
Mais sobre a visão feminina

Visão Feminina uma visão 360º

Desde o século XIX é notado e registrado o movimento feminista por direitos equânimes, porém a partir de 1960 o movimento ganhou força e cada vez mais se intensifica o papel da mulher na sociedade como propulsão de grandes mudanças com a visão feminina.

Observa-se que desde 2005 as mulheres assumem um lugar de destaque nas lideranças das companhias, o que antes era quase impossível. Mas o que realmente aconteceu?

Vejo sucintamente dois movimentos que considero muito importantes, além dos movimentos feministas:

  • Crise Mundial: que obriga as famílias a buscarem complemento da renda familiar, então a mulher vai à luta para manter a família.
  • Mercado em busca de alternativas para sair da crise: considerando o trabalho feminino uma operação de menor custo.

Parece bem simples a explicação, porém o que percebo é que ambos os casos acontecem visando solucionar uma situação que parece ser temporária, e o que era tratado como contingência, acaba sendo o modelo definitivo, por funcionar muito bem.

O que quero dizer é que o “estado contingencial definitivo” onde a mulher aplicou sua “visão doméstica” no dia a dia das companhias para se fixar no mercado e para manter a família, era o que realmente as companhias precisavam, pois quem não quer ser bem cuidada com uma “visão de mãe, uma visão feminina”.

Soa pejorativo, mas não é.

Um pouco mais sobre a visão feminina

A “visão de mãe ou visão feminina” nada mais é que uma “Visão 360º.”

Veja, as companhias que querem um lugar em destaque de forma global e precisam:

  • Ser organizadas;
  • Ser disciplinadas;
  • Ter uma boa comunicação interna e externa;
  • Ter sensibilidade;
  • Ser intuitiva
  • Ter uma visão mesclada entre o emocional e o racional;
  • Assumir erros e seguir em frente olhando o futuro;
  • Trabalhar com as ferramentas que tem e se reinventar;
  • Olhar para seus colaboradores como parte;
  • Olhar para seus clientes como parte;
  • Estar no lugar do próximo e entender as situações de fundo;
  • Visualizar aonde pode estar escapando o dinheiro;
  • Tratar temas com menos autoridade, mas com mais cooperação;
  • Ser mais assertivo;
  • Ser empreendedora, inovadora e com uma visão positiva de futuro;
  • Ser mais prático e eficiente na execução dos processos;
  • Ter uma visão holística e estratégica global;

Todos hão de concordar comigo, o que estamos comentando aqui é a tradução de uma grande “Mãe ou Mulher”, cuidando de sua “Cria ou Casa”, onde todo zelo que necessitamos para os temas domésticos é preciso ter em uma companhia a frente de seu futuro!

Contudo o que se constata é que as mulheres vêm conquistando cada vez mais espaço no mercado de trabalho e obtendo reconhecimento de sua competência, provando que seu desempenho nos negócios pode ser tão bom ou melhor quanto a atuação masculina.

Hoje me sinto privilegiada em liderar um mundo totalmente masculino, multicultural, multidisciplinar, jovem, tecnológico e cheio de inquietudes, e amo o que faço.

“Aprendo todos os dias que a “Visão de 360º” se faz muito necessária, buscando inovação constante, pois o comum todo mundo faz.

É preciso que a qualidade do que se entrega seja extraordinária, espetacular, não somente no conteúdo, mas também a forma.

Digo sempre que tem que ter amor mesmo nas pequenas coisas…essa é a diferença de encantar e entregar! “

Aproveito no Dia das Mulheres para agradecer a todas as mulheres importantes em minha vida, mas principalmente aos homens que me ensinaram a quebrar paradigmas de ser uma Grande Líder!

Mulher: você quer, você pode!

CLIQUE AQUI e saiba muito mais sobre outros assuntos

Sobre Renata Wada

mm

Confira tambem

Plano de continuidade de negócios: Como estruturá-lo de acordo com a ISO 22301

Lendo um artigo no blog do especialista em SI e GCN Sr. Dejan Kosutic, identifiquei …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *