Home / Global Risk Metting / Resiliência e resistência à mudança.
Resiliência e resistência à mudança.

Resiliência e resistência à mudança.

Durante a 12ª edição do GRMeeting 2017, que aconteceu este mês no Burlesque Paris 6, muitos assuntos foram debatidos. Tanto os profissionais que atuaram nos painéis quanto os congressistas, que participaram ativamente com perguntas, enriqueceram as conversas com opiniões e experiências. Neste post, irei ressaltar dois assuntos tratados no evento. Obviamente, não poderiam ficar de fora das discussões sobre Business & Risk Transformation: resiliência e resistência à mudança.

Resiliência x resistência à mudança?

Resiliência é a capacidade de adaptar-se às intempéries. É a habilidade que uma empresa e/ou profissional têm de continuar existindo mesmo depois de crises e/ou incidentes. Pode envolver estrutura, capital humano, finanças e outros diversos fatores. Em alguns cenários, a resiliência é contraposta à resistência, como se fossem antagônicas. Porém, ao meu ver, estas forças não são opostas. A resistência é algo natural do ser humano. Em contrapartida, a resiliência é um atributo, é uma competência.

A palestra da Ines Cozzo, VP da Sociedade Brasileira de Neurobusiness, trouxe ao palco do GRMeeting alguns fatores neurocientíficos que interferem nesta resistência à mudança. O “cérebro é preguiçoso” para economizar energia, portanto, este comportamento resistente tem inclusive fundamentos. Entretanto, o reconhecimento desta característica não impossibilita o desenvolvimento da resiliência.

Resiliência + resistência à mudança.

Assimilar padrões de comportamento humano e entender que naturalmente resistimos à mudança é um aprendizado importante. O cuidado neste contexto é não permitir que isso seja usado de forma contraprodutiva. Preparar-se para adversidades não significa a imposição de mudanças abruptas sem objetivos. É óbvio que, dependendo das condições de um negócio, a definição de um planejamento resiliente pode ser mais intensa. Entretanto, é necessário esforço e foco para assegurar a continuidade da empresa e também dos profissionais, pois ambos beneficiam-se de uma postura resiliente.

Como um dos principais serviços de consultoria da DARYUS é a Continuidade de Negócios, o conceito é bastante presente na empresa. Por meio da promoção, estruturação e fomento à resiliência, a DARYUS auxilia empresas a protegerem patrimônio e empregos. Esta experiência nos traz percepções muita ricas, como por exemplo sobre a confusão comum entre pressa e agilidade. A mudança é tão necessária quanto a agilidade. Entretanto, ser resiliente não é mudar apressadamente, mas sim assertivamente e com propósito.

#GRMeeting 2018 – Faça sua pré-reserva

Sobre Jeferson D'Addario - CBCP, MBCI, CRISC

mm
Consultor sênior há mais de vinte anos em TI, gestão de riscos e continuidade de negócios, ganhador do prêmio SECMASTER 2006 na categoria “Melhor Contribuição para o Desenvolvimento de Mercado”. Possui mais de 35 projetos de Continuidade de Negócios para empresas líderes no Brasil e Exterior nos últimos dez anos. Certificado como CBCP pelo DRII-USA, MBCI pelo BCI-UK, CRISC pela ISACA, ISO 27001 lead auditor (BSI). Formação em Economia e TI. Foi o responsável por trazer e desenvolver os primeiros cursos de continuidade de negócios oficiais do DRII – Disaster Recovery Institute International para o Brasil em 2005. Desde 2010 é instrutor oficial do DRII e representante executivo para o Brasil. É Membro da ISACA-SP, sendo colaborador na tradução do COBIT 4.1. Possui ampla experiência em Gestão de TIC (ITIL e ISO 20.000) e Govenança de TIC (COBIT, ISO 38500), tendo sido gerente e diretor de TI em empresas nacionais, e participado de projetos de implementação e certificação. Criador, coordenador e professor da Pós-graduação em GTSI - Gestão e Tecnologia em Segurança da Informação, curso DARYUS aplicado na Faculdade Impacta Tecnologia (FIT) – SP/SP, desde 2003, atualmente na turma 15. É sócio-diretor e fundador da DARYUS Consultoria e Treinamento, e atualmente CEO do Grupo DARYUS. Possui ampla experiência em gestão empresarial de negócios, pessoas, educação, gestão de crises, comunicação empresarial, relacionamento executivo e gestão financeira, apoiando executivos de grandes empresas no Brasil em projetos de consultoria. Palestrante, articulista e colaborador em eventos nacionais e internacionais relacionados a GRC, TI, Continuidade e Gestão Empresarial. Foi reconhecido pela Infragard – Califórnia em 2010 pela contribuição na área de segurança da informação para o Brasil. Já lecionou anteriormente para IPEN – Instituto de Pesquisas Nucleares – USP – SP e Instituto Trevisan – SP.

Confira tambem

Inovação em foco: um resumo da 7ª edição do GRC International

Muitos apostavam que o país estava parado e que não haveria o GRC na semana …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *