Home / Artigo / Profissões do futuro: o que está em alta no Brasil?
Segundo o LinkedIn e a USP muitas áreas que irão crescer na próxima década estão ligadas a tecnologia

Profissões do futuro: o que está em alta no Brasil?

Uma pesquisa recente do LinkedIn destacou 15 profissões do futuro, onde 11 estão ligadas a área de Tecnologia da Informação. De acordo com o Escritório de Carreiras da USP, 6 das 10 carreiras também apresentam essa conexão.

Basta uma simples busca no Google por “profissões do futuro” e você encontrará dezenas de páginas falando de profissões que irão surgir, fazendo um alerta para nos preparar.

É fácil observar também que a maioria das profissões do futuro são voltadas à área de tecnologia, setor ao qual estamos sofrendo com escassez de mão de obra qualificada há um bom tempo.

Na lista do relatório do LinkedIn, as 15 profissões emergentes são:

 1 – Gestor de Mídias Sociais

2 – Engenheiro de Cibersegurança

3 – Representante de Vendas

4 – Especialista em Sucesso do Cliente

5- Cientista de Dados

6 – Engenheiro de Dados

7 – Especialista em Inteligência Artificial

8 – Desenvolvedor em JavaScript

9 -Investidor Day Trader

10 -Motorista

11- Consultor de Investimentos

12 – Assistente de Mídias Sociais

13 – Desenvolvedor de Plataforma Salesforce

14 – Recrutador Especialista em Tecnologia da Informação

15 – Coach de Metodologia Agile

Seguindo no mesmo estudo da USP, as áreas que estarão em alta na próxima década são:

Saúde: atualmente o estilo de vida das pessoas está mudando, um comportamento mais saudável e estilo de vida mais saudável e natural cresceu nos últimos anos. Segundo a OMS essa área é responsável pela saúde mental, física e social.

Transformação Digital: hoje os novos softwares e tecnologias são as locomotivas que moldam o mundo e não é a toa que essa área ocupa tal posição. Big Data, IoT, cloud computing e business intelligence são o foco dessa área.

Segurança da Informação/Cibernética: vivemos em um mundo que não precisamos proteger apenas nossos bens materiais e sim também nossa informação. O foco dessa área é cibernética, segurança da informação, gestão de riscos, direito digital, privacidade e proteção de dados pessoais.

Educação: em meio a tanto movimento e um desenvolvimento tecnológico exponencial é necessário ter alguém para guiar as novas mentes para o mercado. O foco na educação é políticas públicas, educação digital e elaboração de material didático.

Entretenimento: com o aumento de produtividade nos métodos de trabalho o tempo ocioso aumenta e, com isso, aumenta a produção de conteúdo para passar esse tempo. Dentro da área há teatro, cinema, jogos, música e turismo.

Inovação: a busca por inovação está cada vez mais em alta por respostas rápidas e precisas. Os setores de gestão de inovação, inovação de posição e de paradigma são os focos da área.

Infraestrutura: com base no aumento dos movimentos migratórios é necessário ter ciência de que uma cidade tenha condições físicas para tal situação. Mobilidade, abastecimento de água e fornecimento de energia serão as necessidades encontradas nos grandes centros.

Energia: com o aumento da sustentabilidade novas formas de produção de energia são necessárias, por conta disso as áreas de energia, eólica, térmica, solar, geotérmica e biocombustíveis são as promessa para a nova década.

Socioambiental: ligada diretamente com a área anterior a sustentabilidade irá continuar a crescer nos próximos anos.

Ética: com a nossa sociedade líquida, o aumento da transição de informação e interação interpessoal o conceito de bem ou mal certamente será ampliado e discutido como já tem sido. É necessário adequar a criação de normas, valores, prescrições e exortações para uma nova realidade.

Profissões do futuro e as áreas de Risco e Segurança da Informação

Vamos focar agora as áreas de Negócios, Segurança da Informação / Cibernética, Forense Digital, Gestão de Riscos e Proteção de Dados dentro do contexto das profissões do futuro, já que diariamente sou acionado por empresas e até headhunters pedindo ajuda para encontrar profissionais específicos, e como empresário também sinto essa dor.

Questões que permeiam a Segurança da Informação, Compliance, Cibersegurança e Gestão de Crise/Continuidade de Negócios vêm ganhando um aliado forte: a LGPD – Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais, onde poucos conseguem juntar as peças desse quebra-cabeça e oferecer produtos e serviços dentro das novas demandas.

Quer saber mais sobre a LGPD que entra em vigor em Agosto? Acesse aqui e confira o que diz o especialista Reinaldo Correa.

As profissões do futuro e o contexto da privacidade

Não é de hoje que privacidade vem sendo discutida — até mesmo no código do consumidor tem essa abordagem. Esse é um tema tão importante que faz parte dos direitos presentes na Declaração Universal dos Direitos Humanos desde 1948.

Em termos práticos, a Privacidade é definida como “o direito à reserva de informações pessoais e da própria vida pessoal.” Ou seja, podemos entender como simplesmente “o direito de ser deixado em paz!” (caso você queira, mesmo que tardiamente!)

Infelizmente, sabemos que esse direito nem sempre é respeitado de maneira adequada. Por isso, para garantir a privacidade, precisamos proteger dados pessoais, e é sobre isso que enfatiza a LGPD.

Afinal, ela tem como objetivo garantir o tratamento adequado de dados pessoais, inclusive nos meios digitais, com o intuito de proteger os direitos fundamentais de liberdade, privacidade e o livre desenvolvimento da personalidade da pessoa natural.

A própria ISO – International Organization for Standardization já se movimentou e lançou a norma ISO/IEC 27701:2019 aqui no Brasil, uma versão traduzida e lançada em 09 de dezembro de 2019 para auxiliar o pessoal de Tecnologia da Informação.

Clique aqui e confira o webinar sobre o lançamento da norma, realizado pelo especialista Cláudio Dodt.

 

Mas existem vários aspectos relacionados ao tema! E é importante conhecer todos:

Proteção de Dados Pessoais

A Proteção de Dados Pessoais, conforme já mencionei, é garantir que os direitos dos titulares de dados pessoais sejam respeitados, ou seja, que dados sejam sempre tratados conforme previstos em leis e regulamentações como a LGPD e o GDPR – General Data Protection Regulation que está em vigor na União Europeia desde 25 de maio de 2018.

Entretanto, não é possível garantir isso sem ter uma Segurança da Informação efetiva, ou seja, temos que resguardar aspectos como CID (Confidencialidade, Integridade e Disponibilidade).

É claro, isso vale tanto para dados pessoais, quanto para outras informações da empresa que necessitam ter um nível de proteção de acordo com seu nível de intimidade e sensibilidade.

Apesar de nem sempre estarem sujeitas a LGPD, não significa que não tenham um alto valor para o negócio.

Cibersegurança

Já a Cibersegurança reúne aspectos da Segurança da Informação ligados ao mundo da tecnologia, garantindo que nossos bits e bytes estejam sempre protegidos contra as muitas ameaças do mundo digital, tais como vírus, Ransomware e cibercriminosos.

Outro aspecto muito importante que devemos estar atentos é garantir a Continuidade dos Negócios. Essa disciplina trabalha para que – mesmo em situações de crises ou desastres – os processos críticos da sua empresa continuem operando.

Isso requer um profundo conhecimento dos Processos de Negócios e o desenvolvimento de procedimentos que são usados quando algum imprevisto acontece!

Compliance

Compliance trata da conformidade com leis, regulamentações e requisitos contratuais. Isso é importante para diversas áreas, incluindo:

  • Privacidade e Proteção de Dados Pessoais

  • Segurança da Informação

  • Tecnologia da Informação

  • Finanças

  • Recursos Humanos

Inclusive, a Daryus sempre tem turmas abertas para quem deseja conhecer mais sobre Compliance. Dê uma olhada aqui!

Aliás, se quiser entender melhor sobre Gestão de Risco e Compliance, recomendo o webinar do palestrante, consultor, professor e escritor Marcos Assi.

Profissões do futuro promovidas pela LGPD

Agora vamos falar da profissão do futuro que a LGPD está promovendo, o DPO – Data Protection Officer que irá atuar no meio de tudo isso, que são profissionais com uma proficiência tão completa em Proteção de Dados Pessoais em todas as esferas organizacionais.

Dentre suas muitas responsabilidades, o DPO funciona, por exemplo, como o ponto focal para toda comunicação com a Autoridade Nacional de Proteção de Dados, que em breve deverá entrar em vigor.

O DPO também deve aceitar as reclamações e comunicações dos titulares dos dados, prestar esclarecimentos e adotar providências, além de orientar os funcionários e os contratados da organização a respeito das práticas a serem adotadas.

Quer saber mais sobre a formação de DPO? Conheça o programa do EXIN, reconhecido internacionalmente e autoridade no mercado de Tecnologia da Informação.

Mas não será possível atingir uma maturidade aceitável se não houver integração com o Security Officer, o Compliance Officer, o Jurídico, o Gestor de Riscos, além das áreas de apoio tais como:

  • Marketing

  • Recursos Humanos

  • Comercial

  • Facilities

Trata-se de uma roupagem nova, mas que vem com muita força para uma integração inteligente visando garantir negócios e proteger vidas.

É válido ressaltar que Projetos e Processos de Negócios bem mapeados e estruturados serão cada vez mais exigidos, pois demonstra transparência dos negócios e facilitam muito em um momento de crise, além de tudo que conversamos até agora.

Se você quer saber como Processos de Negócios, que são as partes fundamentais nesse momento de oportunidades, podem ampliar a sua carreira, confira o webinar com depoimentos da Renata Wada, responsável no Projeto Internacional de Fusão, entre as Companhias Aéreas TAM e LAN Chile e do Cesar Venaglia, membro da Associação Nacional dos Profissionais de Privacidade de Dados (ANPPD).

Área de TI do futuro

Como tudo praticamente envolve processos tecnológicos, a garantia de uma Gestão Ágil entre negócios e TI é uma premissa para uma gestão disruptiva — pois TI não anda sem o negócio e o negócio não evolui sem o TI.

Outro ponto importante é conhecer bem essa conexão do TI com o Negócio. Temos um webinar falando disso com a instrutora e consultora Sonia Garcia (Confira aqui).

O que ainda não comentei é a importância da Forense Digital, que será uma peça extra nesse contexto, pois violação de dados será um trabalho diferenciado no exercício do Perito Forense, que fará a coleta de evidências para estruturação do parecer técnico.

Quer saber porque a Forense Digital? Assista o webinar do Marcelo Nagy, Perito Digital e Executivo-Chefe de Segurança Cibernética da QualiSign S.A.

Se você leu até aqui, provavelmente deve estar angustiado. Afinal, o mercado vem exigindo cada vez mais conhecimentos e competências globais e, ao mesmo tempo, específicas.

Uma forma de mitigar essa angústia é desenvolver competências e habilidades, buscando estar apto a essas vagas em alta no mercado.

Certificações internacionais e pós-graduações são muitas vezes requisitos exigidos para as melhores vagas, mas não só isso; experiência conta muito.

Cursos que te preparam para o mercado de trabalho costumam ser diferenciais, principalmente aquele que aliam teoria e prática — pois já te deixam um passo à frente.

Continue estudando e se atualizando, mesmo que o tempo pareça escasso. Você verá a diferença que a capacitação fará na sua carreira — e certamente nas profissões do futuro.

Aqui na DARYUS somos referência em Segurança da InformaçãoGestão de Riscos e Continuidade de NegóciosCibersegurançaGovernança de TIGestão de ProjetosGestão de Processos de NegóciosPerícia Forense Digital e contamos com cursos de pós-graduação que ajudam você a se especializar nessas profissões tão em alta, além do portfólio vasto de certificações internacionais de grandes institutos, como por exemplo DRII, EXIN, PECB, PeopleCert e Axelos, e mais todos os eventos que realizamos durante o ano.

Gostou do artigo e quer impulsionar sua carreira? Acesse aqui e capacite-se o quanto antes.

Você também pode acessar esse link e ver as nossas oportunidades de emprego.

Sobre Jeferson D'Addario - CBCP, MBCI, CRISC

mm
Consultor sênior há mais de vinte anos em TI, gestão de riscos e continuidade de negócios, ganhador do prêmio SECMASTER 2006 na categoria “Melhor Contribuição para o Desenvolvimento de Mercado”. Possui mais de 35 projetos de Continuidade de Negócios para empresas líderes no Brasil e Exterior nos últimos dez anos. Certificado como CBCP pelo DRII-USA, MBCI pelo BCI-UK, CRISC pela ISACA, ISO 27001 lead auditor (BSI). Formação em Economia e TI. Foi o responsável por trazer e desenvolver os primeiros cursos de continuidade de negócios oficiais do DRII – Disaster Recovery Institute International para o Brasil em 2005. Desde 2010 é instrutor oficial do DRII e representante executivo para o Brasil. É Membro da ISACA-SP, sendo colaborador na tradução do COBIT 4.1. Possui ampla experiência em Gestão de TIC (ITIL e ISO 20.000) e Govenança de TIC (COBIT, ISO 38500), tendo sido gerente e diretor de TI em empresas nacionais, e participado de projetos de implementação e certificação. Criador, coordenador e professor da Pós-graduação em GTSI - Gestão e Tecnologia em Segurança da Informação, curso DARYUS aplicado na Faculdade Impacta Tecnologia (FIT) – SP/SP, desde 2003, atualmente na turma 15. É sócio-diretor e fundador da DARYUS Consultoria e Treinamento, e atualmente CEO do Grupo DARYUS. Possui ampla experiência em gestão empresarial de negócios, pessoas, educação, gestão de crises, comunicação empresarial, relacionamento executivo e gestão financeira, apoiando executivos de grandes empresas no Brasil em projetos de consultoria. Palestrante, articulista e colaborador em eventos nacionais e internacionais relacionados a GRC, TI, Continuidade e Gestão Empresarial. Foi reconhecido pela Infragard – Califórnia em 2010 pela contribuição na área de segurança da informação para o Brasil. Já lecionou anteriormente para IPEN – Instituto de Pesquisas Nucleares – USP – SP e Instituto Trevisan – SP.

Confira tambem

Práticas Profissionais para a Gestão de Continuidade de Negócios

Conheça as práticas fundamentais para implementar e administrar o plano de Gestão de Continuidade de Negócios  …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *