Home / Gestão de TI / O que Gartner já dizia sobre o DevOps em 2015!

O que Gartner já dizia sobre o DevOps em 2015!

Em minhas inúmeras pesquisas referente ao tema DevOps, tema em evidência neste momento, ao contrário do que muitos pensam, já é discutido por profissionais renomados há algum tempo, isso mesmo…já dizia “Gartner” em 2015 que o DevOps evoluiria de um nicho para uma importante estratégia a ser implementada em 25% das organizações globais!

Me empenhei muito neste tema e minha percepção é de que realmente ele tinha razão, DevOps vai muito além da implementação e gestão da tecnologia, é uma filosofia e visa uma mudança cultural no que diz respeito a melhoria contínua e a sinergia entre as áreas envolvidas (como por exemplo em um projeto), integrando a comunicação e colaboração entre desenvolvimento e operações, promovendo maior qualidade e velocidade na entrega de softwares e serviços.

Em sua essência o DevOps, peculiarmente tem como objetivo, permitir a implementação estratégica *bimodal, garantindo segurança e estabilidade nos sistemas de operações sem deixar de ter a capacidade de atender a rápida mudança nos negócios.

Gartner (2015), em um de seus relatos detalhados diz que “DevOps não é um mercado, mas uma filosofia centrada em ferramentas que suportam uma cadeia de valor de entrega contínua”.

“A mensagem geral do DevOps é convincente, porque muitas organizações de TI das empresas querem alcançar a escalabilidade e as economias de escala alcançadas pelos provedores de Cloud de classe mundial.

No entanto, ainda existem várias lacunas que impedem a implementação do DevOps de forma abrangente ” Disse Laurie Wurster – Diretor de pesquisa do Gartner. “As empresas têm reconhecido essas lacunas e começaram a avaliar como a mentalidade DevOps pode ser aplicada em seus próprios ambientes. No entanto, a cultura não é fácil ou passível de uma rápida mudança. E chave para a cultura dentro de DevOps é a noção de se tornar mais ágil e mudar o comportamento para apoiar uma perspectiva, que não tem sido amplamente perseguida nas operações clássicas de TI “.

*Bimodal – termo criado em 2014 para descrever o conceito da necessidade que as organizações tenham a disposição, não apenas a TI tradicional, ou como alguns denominam TI empresarial, que é aquela que tem como objetivo determinado a estabilidade, integração e eficiência, mas também a TI experimental, a qual tem como objetivo usar a rapidez, agilidade e experimentação.
Autoria do Canal Comstor. http://blogbrasil.comstor.com/o-que-e-ti-bimodal’>http://blogbrasil.comstor.com/o-que-e-ti-bimodal</a>

Sobre Ademar Luccio

mm
Mais de 10 anos de experiência em Governança e Gestão de TI, atuando em projetos nacionais e internacionais (EUA e Europa) em empresas das verticais de manufatura, finanças e serviços. Atualmente, Program Manager do EXIN na Holanda. Certificado como ITIL Expert, ISO 20.000, Auditor Líder das normas: ISO 9.001, 20.000 e 27.001, Green IT, Business Information Management, Lean Six Sigma, Cloud Computing e Cobit. Instrutor na área de Governança de TI, tendo treinado e certificado mais de 4.500 alunos na área nos últimos anos.

Confira tambem

Engenheiros e zeladores: práticas de Gerenciamento de Projeto e de Gerenciamento de Serviço

Por Sônia Garcia Quem de nós já não passou pela situação de compra de um …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *